#3

EDITORIAL

 

Sejam bem-vindos à ESC:ALA.

O terceiro número da revista conta, novamente, com um vasto conjunto de autores cujas colaborações vão do ensaio (Elisabete Marques, Evelyn Blaut Fernandes, a dupla Marcelo Bergamin e Daniela Fischer Fonseca Conter, Marisa das Neves Henriques, Miguel Cardoso, Miguel Ramalhete Gomes, Pedro Eiras e nuno ventura barbosa) à fotografia (Armanda Claro, Maria Begasse e a dupla Mariana Castro e Elisabete Marques), passando pelo vídeo (Mathilde Ferreira Neves e a dupla Ana Eliseu e Joana Frazão), o formato videomusical (bagatela e Joana Matos Frias), a prosa (João Pedro da Costa e Marcelo Felix), a poesia (Luís Maffei e Rosa Maria Martelo) e ainda por uma entrevista conduzida por Emília Pinto de Almeida a Maria Filomena Molder.

De assinalar não apenas o facto de todas estas categorias serem aproximativas, como o da maioria das colaborações serem assinadas por mais do que um autor, o que vai ao encontro da nossa pretensão em fazer da ESC:ALA um espaço de experimentação indisciplinar propício à reflexão e à prática das relações intermediáticas. É por isso devido um agradecimento especial à Helena Lopes e à Paula Carvalho por terem contribuído, de forma bem audível, para o hibridismo multimediático do presente número.

No seu conjunto, os diversos contributos não apenas abordam a obra de uma vasta galeria de criadores e pensadores (Wassily Kandinsky, Arnold Schönberg, Maurice Maeterlinck, Walter Benjamin, Man Ray, António Lobo Antunes, Manuel de Freitas, Marcelo Cypreste, Luís Maffei, John Cleland, Jack London, Buster Keaton, Donald Winnicott, Gilles Deleuze, Félix Guattari e Grimes, entre outros) e temas como a infância, o cinema dito “mudo”, a cartografia, o erotismo, a dramaturgia e a música popular, como problematizam questões como a burocracia, o empreendedorismo, a leitura, a memória, a relação entre política e estética, a penetração das novas tecnologias no nosso quotidiano e a prática (eufórica e virtuosa) da intertextualidade.

A ESC:ALA está, como sempre, extremamente grata a todos os que possibilitaram a existência do seu terceiro número.

 

Outubro de 2014
João Pedro da Costa
Mathilde Ferreira Neves
Rita Novas Miranda

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s